terça-feira, 4 de julho de 2017

Portal Teologia & Missões

Seis Motivos Para Sua Igreja Compor as Próprias Musicas - Tiago Bonfim


Seis Motivos Para Sua Igreja Compor as Próprias Musicas  
Tiago Bonfim

"A maioria das igrejas no Brasil tem o costume comum de tentar fazer covers de bandas/grupos/ministério/ populares. Não é errado interpretar músicas de outras pessoas, mas tenha certeza que uma das experiências mais interessantes no grupo/ministério ou banda de louvor, é a de fazer as próprias músicas. Veja alguns porquês de tornar a composição, um hábito na sua igreja:

1. Desenvolver a criatividade - Um dos exercícios que mais exercitam a criatividade é criar! Quando se compõe uma música você procura referências em frases que você já ouviu alguma vez na vida, e claro se isso não acontecer, você vai sentir a necessidade de ouvir mais músicas e ler mais livros, logo, será uma oportunidade para se envolver com cultura. A longo prazo você verá os benefícios disso nas suas criações.

2. Dar oportunidades - Na igreja existem pessoas com muitos talentos. Onde? Esse é o ponto: elas precisam de uma oportunidade. Muitas vezes a timidez acaba vencendo o talento, que na verdade precisava só de um empurrãozinho para despontar na sua comunidade.

3. Aumente os recursos - Alguma vez você precisou de uma música para alguma data comemorativa, revirou cds, espremeu o Google, e não achou de jeito nenhum? Pois é. Essa era uma situação onde uma composição própria seria uma mão na roda. Acredite: quando se existe um hábito, as coisas fluem naturalmente. Algum dia, eu espero, a sua igreja vai escolher qual das composições fará parte do repertório da Cantata de Natal.

4. Incentivar o estudo da Bíblia - As heresias encontram ótimas oportunidades para acontecer em músicas e pregações sem conteúdo, por isso além de compor com toda a sinceridade do seu coração, você deve inserir a verdade bíblica na sua música. É muito importante ressaltar que, uma experiência pessoal, nem sempre vai ser uma verdade ou uma constante na vida de todos. A Bíblia sim, essa deve ser o parâmetro para a sua poesia. Lembre-se: não crie um conceito ou uma doutrina baseado em um texto isolado, ainda mais se isso for um refrão ao estilo chiclete repetido como um mantra zilhões de vezes.

5. Aprimorar os músicos - É muito fácil copiar uma música que está pronta em um cd ou mp3. Tem muito músico que se gaba de ser um virtuose que sabe somente copiar os solos e riffs do Juninho Afram, que por sinal são ótimos. Porém muitas dessas pessoas ao se deparar com uma folha em branco, simplesmente não conseguem fazer nada. E aí que entra a questão do desafio: quanto menor a quantidade de recursos, maior será o esforço de quem tiver que produzir a partir do nada. Só fica um aviso: não espere nenhum hit nas primeiras tentativas.


6. Criar uma identidade - Copiar nunca foi bonito. É bem interessante você ter referências em algo, mas nunca se apegue a imagem de nada e ninguém, a não ser Cristo mesmo. Imagine a sua igreja com um estilo de criar totalmente próprio, com músicas totalmente “customizadas”? Convenhamos todos que Hillsong é bem legal, mas você não precisa ser a Hillsong Music Brasil. Assim como os australianos: seja você mesmo, criando um estilo próprio."


Portal Teologia & Missões

About Portal Teologia & Missões -

Author Description here.. Nulla sagittis convallis. Curabitur consequat. Quisque metus enim, venenatis fermentum, mollis in, porta et, nibh. Duis vulputate elit in elit. Mauris dictum libero id justo.

Subscribe to this Blog via Email :