segunda-feira, 17 de julho de 2017

Acervo da Teologia

Pensamentos Errôneos em Relação ao Estudo da Teologia - Michael Rossane


Concordo plenamente com a colocação da minha amada irmã em Cristo Suzy Dias, no sentido de que a letra mata. Mata nossa ideia errônea de evangelismo, mata nossa concepção errada de adoração, mata nossa natureza pecaminosa. Exatamente isso.

 Esse contexto mal interpretado de II aos Coríntios 3:6, lastimavelmente eu ouvi durante toda a minha vida desde o início da minha caminhada cristã, na verdade  era uma desculpa mesmo, para se esconderem de suas práticas anti-bíblicas, para não se qualificarem, ou seja, para fugirem da responsabilidade do estudo da teologia, e  justificarem suas tolices no meio do povo. Não diferente do que estamos presenciando hoje no seio dos neo-pentecostais e também pentecostais antigos, o despreparo e descontrole total desses líderes. E assim como anos atrás faziam nos acreditar que era a unção a responsável por serem poderosos em Deus, pessoas de fogo, e não pelo estudo e preparo nas Escrituras Sagradas, no estudo da Teologia. 

E muitos alienados até nos dias de hoje acreditam que o estudo da teologia os levarão para o "mundão", que os levarão a pecar contra Deus, que irão perder a unção, perder a cabeça entre outras tolices ensinadas à elas, de fato sim, pode até acontecer da pessoa perder a cabeça, sendo ela imatura e insegura, ao contrário, isso não ocorrerá.

Portanto, na minha opinião, é necessário trabalharmos contra essa pobre mentalidade anti-intelectual que existe ainda hoje e os frutos podres estão aí, entre a igreja cristã, ensinada pelos líderes de geração à geração. O que não pode mais ser aceitável, é essa desordem, essa zorra total que se alojou nessas igrejas, na vida desses pastores, onde nem a Bíblia mais é autoridade, e muito menos o estudo da teologia, sendo que 85% das igrejas evangélicas, estão sendo lideradas por pastores sem uma formação teológica. E tenho certeza de que, lá no início, no surgimento desse movimento das novas unções,(Avivamento da Rua Azuza) e não do ensino se você me compreende, tivessem adotado para eles o estudo exaustivo das coisas de Deus (teologia), com certeza, estaríamos hoje com milhões de igrejas cristocêntricas e com ensinos da teologia reformada, ensino sério, cristãos com conteúdo e mais preparados. Mas ao contrário, fome de Bíblia total.  

E sobre o contexto de II aos Coríntios 3. 4-6? 

3:4 E é por Cristo que temos tal confiança em Deus; 3:5 Não que sejamos capazes, por nós, de pensar alguma coisa, como de nós mesmos; mas a nossa capacidade vem de Deus, 3:6 O qual nos fez também capazes de ser ministros de um novo testamento, não da letra, mas do espírito; porque a letra mata e o espírito vivifica. 

Aqui Paulo, responde à pergunta que ele fez em 2.16, mostrando que a sua competência vem de Deus. Isso não reflete uma humildade exagerada, mas sim um reconhecimento sensato do fato de que a obra espiritual só pode ser realizada pelo poder que Deus fornece por meio do seu Espírito.

O ministério de Paulo no âmbito da nova aliança foi não da letra, mas do espírito. O contraste aqui é entre a Lei de Moisés e o Espírito Santo, e não especificamente o estudo, o preparo, até porque o apóstolo era um dos doutores da igreja (At 13.1) e jamais poderia pensar assim. As características principais da aliança antiga e da nova, respectivamente. 

 A letra mata na medida em que pronuncia o juízo sobre aqueles que desrespeitam a lei. O espírito vivifica, porque no âmbito da nova aliança os pecados são perdoados e não mais lembrados, e as pessoas são capacitadas pelo Espírito a viver para Deus. 

Para finalizar, outro fator a ser considerado, e até me fez revirar os meus estudos antigos em áudios que tenho no computador do Instituto Cristão de Pesquisa sobre essa questão, é que o estudo teológico é marginalizado porque ele incomoda, é inconveniente. É como se fosse uma pedra no sapato dos manipuladores da Bíblia. Quanto menos conhecimento as pessoas possuírem, mais facilmente serão controladas, como eram as igrejas séculos atrás. É um comportamento assumido pelas seitas, nas quais o líder se encarrega de pensar pelos adeptos e implanta um método sutil de controle total.  Enquanto a teologia se opor aos modismos e ventos de doutrinas que não se harmonizam com as Palavras de Deus e que levam muitos crentes à fantasias místicas e subjetivas que beiram à heresias, ela continuará sendo menosprezada.

Michael Rossane 

Acervo da Teologia

About Acervo da Teologia -

Author Description here.. Nulla sagittis convallis. Curabitur consequat. Quisque metus enim, venenatis fermentum, mollis in, porta et, nibh. Duis vulputate elit in elit. Mauris dictum libero id justo.

Subscribe to this Blog via Email :