terça-feira, 4 de julho de 2017

Acervo da Teologia

A Música no Contexto da Igreja - Luís Gonçalves


♪ Deus criou a música.

Deus é o compositor e autor da vida.

Jesus Cristo é a sinfonia perfeita e a mais bela melodia de sempre.

O Espírito Santo é o maestro, aquele que nos guia mansamente.

Muito se tem deturpado entre música e adoração.A música tem-se tornado na igreja uma indústria de rendimento e lucros. Muitas conferências e eventos através da música têm gerado altos lucros financeiros em nome da adoração a Deus. As igrejas estão a descobrir que a música move multidões, grande novidade…. Fora da igreja isso já acontece há séculos. Quero compartilhar algo que ferve no meu coração e, como músico profissional, estou à vontade para falar.

Deus não precisa de música para ser adorado, Deus usa a música e os músicos e isso é algo muito diferente. Mas Deus procura adoradores sem interesses. Ele encarregou-nos dessa missão de adorá-lo. Todo o ser humano foi criado para ter um relacionamento com Deus, genuíno e puro, para O adorar, por isso somos todos diferentes.

Deus tem prazer na diferença.

Deus está mais interessado nos membros de uma equipe do que propriamente na estratégia da equipe.

A música, no contexto cristão, tem como objectivo conquistar o interesse de Deus atraindo o Seu olhar e coração para o nosso meio e edificar-lhe um trono de louvor para que se sinta à vontade e livre para apenas receber a nossa admiração, amor e adoração, ao envolvermos completamente com a sua irresistível e doce presença. 

O fato de eu cantar que Ele é grande não O torna maior, o que acontece sim é que eu cresço no relacionamento com Deus quando sei o meu devido lugar e propósito para o qual Ele me criou. Tenho aprendido algo nestes anos de ministério, Deus não consegue resistir à verdadeira adoração; Ele sempre se manifesta e não há nada que supere o prazer de nos perdermos nos seus braços. Não buscamos somente a Sua mão, mas sim a Sua face. Tenho observado que “a busca pelas bênçãos não gera intimidade, mas a busca pela intimidade sempre gera bênçãos”. É como David disse em Salmos 37:4 

“Deleita-te (tem prazer) no Senhor e ele concederá os desejos do teu coração”.

Se pregarmos diretamente a Palavra de Deus, ensinos bíblicos, o que estes nos dizem a respeito da verdadeira adoração? Qual é a adoração que Deus procura? E em função disto, necessitamos aplicar a Sua palavra às nossas vidas diariamente, lembrando-nos que a Palavra de Deus nos conduz a algo melhor – nos conduz ao Deus da palavra... (Sl 119.105) – por meio do incentivo ao novo cântico por exemplo. A Bíblia ensina-nos a cantarmos ao Senhor em mais de duzentas referências na Bíblia. Repetidamente enfatiza o novo cântico. Ele não está apenas interessado na canção num poema ou até mesmo numa oração que decoraste há um mês ou há dez anos.

A Bíblia diz que Ele está interessado na verdade que está no teu íntimo (Sl 51.6). Ele deseja navegar nos rios de adoração que fluem do teu interior e estes rios podem ser envolvidos em música gerando assim, um cântico novo, um cântico teu, baseado num amor tão intenso que não consegues ficar sem expressá-lo. Uma vez li uma descrição da palavra “adoração” que me fez pensar, dizia: “Adoração é a arte de expressar o coração”.

Realmente vivemos a expressar o nosso coração no dia a dia e se isto já é algo tão natural por que não o fazermos na adoração por meio da espontaneidade e criatividade de uma dança, nova canção, pintura, poema? Porquê só o fazemos através da música? Temos de entender que Deus nos deu dons e esses dons são para estar ao serviço do Reino.

Abre o teu coração e deixa fluir o que Deus te tem dado, abençoa o teu próximo, assim certamente estarás a abençoar o coração de Deus. Quando temos um relacionamento com Deus no sentido vertical, este sempre é guiado na horizontal, acerca dos outros.

Pense nisto!
Deus te abençoe

Acervo da Teologia

About Acervo da Teologia -

Author Description here.. Nulla sagittis convallis. Curabitur consequat. Quisque metus enim, venenatis fermentum, mollis in, porta et, nibh. Duis vulputate elit in elit. Mauris dictum libero id justo.

Subscribe to this Blog via Email :