quinta-feira, 1 de junho de 2017

Acervo da Teologia

* A Bíblia e as Seitas - Bibliologia


A Bíblia e as Seitas


2 Pedro 2:1-3

Toda heresia origina-se de uma distorção na interpretação do texto bíblico. Por isso, a melhor forma de tornar-se invulnerável aos falsos ensinos é saber usar com destreza a “espada do Espírito, que é a Palavra de Deus”, Efésios 6:17.

I- NÃO ACEITAÇÃO DA AUTORIDADE DAS ESCRITURAS

A autoridade das Escrituras foi um dos pilares da Reforma religiosa do século XVI. Ensinaram os reformadores que a Bíblia é a Palavra de Deus, nossa única regra de fé e prática. No entanto, não são todos que se curvam diante dela. Vejamos algumas atitudes com relação à Palavra:

1. Ignorar o texto sagrado: O catolicismo lidera a fileira daqueles grupos que usam a Bíblia apenas como peça decorativa. Em um debate apresentado em rede nacional de televisão, um padre disse que a Bíblia é uma “fonte de princípios morais”, mas que não se pode afirmar que é a Palavra de Deus.

Isso expõe a verdadeira posição da Igreja Católica em relação à Bíblia. A discrepância entre a doutrina católica e os ensinos bíblicos é tão grande que basta a qualquer fiel bem intencionado começar a ler a Bíblia que logo estará abandonando sua religião. Foi exatamente por isso que durante muito tempo a Igreja Católica usou toda a sua influência e poder para ocultar a Bíblia de seus fiéis.

Hoje, como isso não é Mais possível, resolveu mudar sua aparência, imitando os evangélicos. Alguns segmentos orientam seus fiéis a carregarem a Bíblia, dizem crer nos dons espirituais e apropriam-se dos cânticos criados pelos evangélicos. Mas ninguém se engane, pois a essência continua a mesma: paganismo vestido de Cristianismo.

Ao contrário do que muitas pessoas pensam, o catolicismo não é sinônimo de Cristianismo. Desenvolveu-se a partir do IV século, quando o imperador Constantino abriu as portas da Igreja para o sincretismo religioso. Desde então, catolicismo, espiritismo e paganismo vivem em perfeita harmonia.

2. SUBSTITUIR O TEXTO SAGRADO

Os Mórmons exemplificam aqueles que acreditam ter uma revelação superior à da Bíblia Sagrada. Defendem que a Bíblia foi revelada para os judeus e o Livro dos Mórmons para nós.

3. USAR OUTROS TEXTOS TIDOS COMO SAGRADOS, ALÉM DA BÍBLIA

Os Adventistas, por exemplo, adicionaram outros livros e revelações à base de sua fé. Para eles e para outros grupos, a Bíblia não é suficiente como revelação de Deus. Na verdade, esses escritos adicionais passaram a ter mais autoridade, para esses grupos, que a própria Bíblia. Agir assim é trocar o sagrado pelo humano. É abandonar o infalível e contentar-se com o falível. Mas não se engane, todos serão julgados pela Palavra de Deus, Jo 5:38,39; 6:67-69; 12:47-49; 15:22.

“ Abandonar as Escrituras Sagradas e iludir-se com invenções humanas é cometer o mesmo erro que o povo de Israel nos dias do profeta Jeremias. É a mesma coisa que deixar a fonte de água viva e cavar para si cisternas rasas e vazias, Jr 2:12,13; 2 Pe 1:16.

4. ALTERAR DO TEXTO SAGRADO 

A Bíblia é a Palavra de Deus e não pode ser modificada, Dt 4:2. Ela permanece eternamente sem que caia sequer um til, 1 Pe 1:23-25; Mt 24:35; Lc 16:16,17. Qualquer alteração é terminantemente proibida pelo próprio Deus e representa imensos perigos espirituais, Ap 22:6,18,19.

Apesar disso, a seita das chamadas “ Testemunhas de Jeová”, com sua versão espúria da Bíblia, a tradução do Novo Mundo das Escrituras Sagradas, é o exemplo mais conhecido atualmente de alteração do texto sagrado para defesa de princípios antibíblicos. Veja, por exemplo, como traduzem Jo 1:1: “ No princípio era a Palavra , e a Palavra estava com o Deus, e a Palavra era deus”. Observe, também, Jo 1:14: “ De modo que a Palavra se tornou carne e residiu entre nós, e observamos a sua glória, uma glória tal como a de um filho unigênito dum pai”[ grifo nosso, para dar ênfase]. Expressões assim são usadas para negar a divindade de Jesus.

As testemunhas de Jeová também negam que o Espírito Santo seja uma pessoa, conforme cremos. Por isso, em textos como Atos 1:8; 13:2, etc, o nome Espírito Santo é grafado com letras minúsculas.

As pessoas da Trindade têm funções primordiais diferentes em relação ao mundo. Quando o universo foi criado, Deus Pai proferiu as potentes palavras criadoras que o geraram; Deus Filho foi o agente divino que executou essas palavras ( Jo 1:3; 1 Co 8:6; Cl 1:16; Hb 1:2) e o Espírito de Deus pairava por sobre as águas” ( Gn 1:2).

A tradução das testemunhas de Jeová é resultado de uma distorção intencional do texto bíblico com a finalidade de fazer a Bíblia encaixar em suas doutrinas, uma vez que seus ensinos jamais acharão guarida nas Escrituras Sagradas.

II- A MÁ INTERPRETAÇÃO DO TEXTO SAGRADO

O surgimento da maioria das seitas heréticas decorre de distorções e interpretações incorretas das Escrituras. Normalmente o texto é analisado fora de seu contexto original e a ele é dado um significado novo que o amolda às intenções de cada grupo herético, 2 Pe 3:16.

Por problemas na interpretação do texto é que existem Igrejas que acreditam ser antibíblica a função de pastor ( Ef 4:11-16), a entrega dos dízimos ( Ml 3:8-11; Mt 23:23), o batismo na forma ensinada por Jesus (Mt 28: 18-20), a doutrina da tri- unidade divina. Por isso, o cristão sincero deve estudar a Bíblia com seriedade, procurando um entendimento correto da Palavra.

Aqueles que acreditam ter uma palavra melhor que a de Deus e substituem as Escrituras pelo fruto de sua própria imaginação cometem o mesmo erro do rei Saul. Ele tinha uma palavra expressa da parte de Deus, mas resolveu alterá-la, 1 Sm 13:13. Acreditou que obteria melhores resultados. Entretanto, a conseqüência imediata foi rejeição diante de Deus, 1 Sm 15: 18-23. Daí para frente acumulou derrota após derrota, até cometer suicídio.

A observação é como um cirurgião abrindo uma região afetada. Ele verifica um tumor, ou talvez uma hemorragia, um tecido com pigmentação anormal ou uma obstrução. A averiguação surge as perguntas: “ Que significa isso? Como pode ser explicado? Que tipo de tumor deve ser? Qual a causa da hemorragia? Por que o tecido está com essa coloração? Por que está havendo esta obstrução aqui?”. Devemos manejá-lo os textos bíblicos corretamente ( 2 Tm 2:15).

Se não aplicarmos as Escrituras, estaremos encurtando o processo como um todo e deixando incompleto o que Deus deseja que façamos.

O verdadeiro objetivo do estudo da Bíblia é a assimilação íntima, não a simples percepção mental. Somente assim o crente pode crescer espiritualmente.

A interpretação da Bíblia é uma das questões mais importantes que os cristãos enfrentam hoje. Dela resulta o que cremos, como vivemos, como nos relacionamos e o que temos a oferecer ao mundo. Quando transmitimos a Palavra de Deus, seja em aconselhamentos individuais, seja ensinando na escola dominical ou num grupo de estudo bíblico, seja pregando etc, o conhecimento que passamos com base no nosso entendimento das Escrituras, sem dúvida alguma, influenciará outras pessoas. Suas vidas estão em nossas mãos, ou seja, a nossa responsabilidade de ensinarmos a verdade, de fazermos verdadeiros discípulos.

Uma questão muito importante. Quando a Bíblia não é interpretada corretamente, a teologia de um indivíduo ou de toda uma igreja, pode ser desorientada ou superficial, e seu ministério desequilibrado.


Estudo ministrado na EBD, por Michael Rossane.
Série estudos Bíblicos-62 ; Ed. Aleluia.


Acervo da Teologia

About Acervo da Teologia -

Author Description here.. Nulla sagittis convallis. Curabitur consequat. Quisque metus enim, venenatis fermentum, mollis in, porta et, nibh. Duis vulputate elit in elit. Mauris dictum libero id justo.

Subscribe to this Blog via Email :