"Ao contrário de muitos, não negociamos a Palavra de Deus visando a algum lucro; antes, em Cristo falamos diante de Deus com sinceridade, como homens enviados por Deus".
2 Coríntios 2.17


terça-feira, 23 de maio de 2017

* Realidade Espiritual ou Obsessão? Resumo / Livro de Watchman Nee


O Perigo da obsessão


Extraído do livro "Em que você baseia sua vida cristã: Realidade espiritual ou obsessão?" Watchman Nee. Editora dos Clássicos .

Realidade espiritual é veracidade, é a verdade que nos liberta. Frequentemente, o cristão falha em trocar a veracidade e cai na falsidade.

Ele é enganado e preso pela falsidade; ele não vê claramente o verdadeiro caráter de certo fato, mas mesmo assim se considera esclarecido; o que pensa e faz é errado, mas ele entende que está muitíssimo certo. A essa condição chamamos de obsessão. A pessoa obcecada precisa da luz de Deus; caso contrário, não poderá sair da sua obsessão.

A obsessão é evidente quando alguém peca e ainda pensa tão bem de si mesmo a ponto de crer ser sem pecado. O mentiroso conhece seu pecado, mas procura enganar os outros; o obsessionado, embora em pecado, crê e diz aos outros que não tem pecado. Em outras palavras, enganar os outros é mentira e enganar a si mesmo é obsessão.

Estar obsessionado é muito trágico e triste. O obsessionado cai num estado bastante anormal.

Alguém pode mentir e enganar um cinco ou mesmo dez irmãos. Essas pessoas, sem dúvida, sofrem perda, mas o preço pago pelo que mente é muitíssimo mais alto, pois suas trevas conduzirão à obsessão. Ele mente até isso se tornar um hábito. Por fim, ele acreditará que sua mentira é verdade. As mentiras começam enganando os outros e terminam em obsesso para o que mente.

O mentiroso é duro por fora, mas seco por dentro; quanto mais confiante exteriormente, mas vazio se torna interiormente. O obsessionado é duro por fora e por dentro, sendo confiante no interior e no exterior, pois até mesmo sua consciência é usada para justificá-lo.

Algumas vezes, cristãos admiram certa coisa e secretamente almejam consegui-la. No início sentem-se um pouco incomodados sobre seu desejo, mas à medida em que continuam pensando naquela direção, pouco a pouco e de forma crescente, ficam convencidos da legitimidade e realidade de sua cobiça. Finalmente recebem-na como verdade e passam a propagá-las como verdade. Nessa altura, é muito difícil alguém convencê-las do seu erro, mesmo que seja pela Palavra de Deus.

Alguém pode ficar tão obsessionado a ponto de chamar o mal de bem e o bem de mal, de fazer da escuridade luz e da luz, escuridade e pôr o amargo por doce e o doce por amargo (Is. 5:20). Ele está totalmente errado, mas tem confiança que está certo. Quão lamentável é tal condição.

A condição para sermos iluminados é genuinamente querer a vontade de Deus. Cuidemos para não decidir, de maneira rápida e confiante, sobre qualquer assunto que chegue a nós. Pelo contrário, peçamos a Deus para nos dar um coração perfeito para fazer Sua vontade.

Se não quisermos ficar obsessionados devemos viver na luz de Deus. Nossa maior tentação é acender nossas próprias tochas. Sempre que enfrentamos um problema, imediatamente procuramos as respostas em nós mesmos. Passamos a decidir o que é certo e o que é errado. Isto não é o caminho que Deus quer que sigamos.

Com isto corremos um sério perigo de confundir a luz com as trevas e as trevas com a luz. Substituir a direção de Deus pela direção maligna e de nossa carne.

Peçamos a Deus para nos libertar, a fim de que diariamente vivamos em Sua luz e, assim, sejamos capacitados a conhecer o que é veracidade e realidade. Devemos corrigir palavras inexatas pronunciadas de forma incorreta. Se usarmos palavras inexatas visando a enganar as pessoas, estaremos nós mesmo nos enganando.

Pg 16. Vocês percebem, irmãos e irmãs, que ninguém jamais poderá entender as coisas espirituais com os olhos fixados no que é material, que ninguém jamais poderá pensar seriamente no que é espiritual com o cérebro? Todos os assuntos espirituais tem sua realidade.

Pg 27. Conhecer a Cristo:

Os discípulos conheciam o Senhor mais do que os Judeus; mesmo assim, precisavam aprender que Senhor Ele era. Depois de terem estado com Ele por um longo período, eles falharam em reconhecê-lo como Ele realmente era. Os discípulos viram-No com seus próprios olhos, ouviram-No com seus próprios ouvidos, tocaram-No com suas próprias mãos e, ainda assim, não O conheciam. Isso indica que conhecer o Senhor exige um órgão mais aguçado do que o do sentido da visão, mais perspicaz do que o do sentido da audição e mais sensível do que o do sentido do tato. Em Cristo, existe uma realidade que não pode ser conhecida na carne.

Cap. 2: Realidade Espiritual; seus relacionamentos

Devemos aprender a viver diante de Deus de acordo com o que realmente somos. Devemos pedir a Ele que nos leve a contatar o que é espiritualmente real. Algumas vezes, chegamos perto de ser falsos, simplesmente porque sabemos muito e agimos conforme as doutrinas, em vez de seguirmos a liderança do Espírito Santo. Sempre que agimos sobre a base da doutrina, não estamos tocando a realidade.

Quando chegamos a conhecer a nós mesmos é que começamos a conhecer os outros. Os que não conhecem a si mesmos não podem conhecer os outros.
"Consequentemente, a pregação sem realidade é vazia e inútil, pois não pode suprir o Corpo de Cristo".
" No exato momento em que recebemos vida do Senhor, a Igreja já está sendo suprida com vida".

Algumas passagens da Bíblia parecem ser facilmente mal-entendidas. Mas se o Espírito Santo estiver presente, qualquer pessoa será capaz de contatar a realidade espiritual da passagem. Desse modo, não pode haver entendimento errado.

Cap. 3:Realidade Espiritual / Como Entrar Nela.

. Qual é a causa da pobreza espiritual do indivíduo e da Igreja? E a falta da disciplina e do controle do Espírito Santo. Reconheçamos que todos os que são alargados e ricos diante de Deus são os que passaram por muitas situações e têm uma história com Deus. A experiência e a história deles tornam a Igreja rica. Muitas doenças são para a riqueza da Igreja; muitas dificuldades são para a riqueza da Igreja e muitas frustrações são para a riqueza da Igreja.

. Contemple o número de cristãos que passam seus dias na tranquilidade e na facilidade. O resultado é pobreza espiritual. Quando outros irmãos e irmãs estão em dificuldade, aqueles não entendem nem são capazes de oferecer assistência espiritual. Não tem história diante de Deus. O Espírito Santo não tem oportunidade de manifestar a realidade de Cristo neles porque não tem chance de incorporar Cristo neles. Não obstante quanto possam ter ouvido a Palavra, o ouvir não pode substituir a obra do Espírito Santo. Aqueles que carecem da obra do Espírito em sua vida não podem ter como sua a riqueza de Cristo; por isso, nada têm com que suprir outras pessoas.

Cap. 4: Obsessão / O que É?

O Fenômeno da Obsessão

Estar obsessionado é muito trágico e triste. O obsessionado cai num estado bastante anormal. Vamos dar algumas ilustrações. Alguns cristãos são obsessionados em sua forma de falar. Tendo dito coisas, são capazes de acreditar que nunca as disseram; ou não tendo dito coisas, ainda assim acreditam que as disseram. O que os outros nunca disseram eles imaginam e insistem que foi dito. Tais crentes não apenas mentem, mas também estão obsessionados. Na verdade, existem cristãos que estão obsessionados num nível tal que chegam a aceitar a mentira como verdade, o errado como certo e o falso como fato.

" O que o cristão mais deve temer é ter pecado e não ver tal pecado".

Cap.5 : Obsessão / Causas E Livramento

Por cobiçarem a glória dos homens, os judeus rejeitaram o Senhor e perderam a vida eterna. Quão lamentável! Esse amor desordenado pela glória dos homens inclinou o coração deles para a mentira. Como resultado, eles acreditaram na falsidade. Eles se tornaram cada vez mais confiantes em si mesmos. Eram nada mais que obsessionados.

" O cristão que não tem luz em si tende para a obsessão".

A vida cristã não deve ser cheia de problemas, dúvidas e hesitações. Devemos ser capazes de ver se algo é certo ou errado. Se pudermos ver, evitaremos cair em obsessão.

# Leia esse livro com seriedade. Sua saúde espiritual- e mesmo física e emocional- está em jogo.


Que Deus nos livre da falsidade e da obsessão.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

💪 Nós aprendemos com Jesus que a verdadeira masculinidade não é simplesmente manter nossos narizes limpos e nossa casa em ordem. A verdadeira masculinidade significa enxergar além de nós mesmos para amar nosso próximo – e nosso próximo é qualquer um que encontramos em necessidade. O homem de verdade livremente doa seu tempo, recursos, atenção, energia e apoio emocional para aqueles que precisam, sem se preocupar em como eles podem retribuir. Seja você casado ou solteiro, se você não está servindo ao seu próximo abnegadamente e sacrificialmente, você não está exercendo completamente a masculinidade bíblica.

Phillip Holmes



Postagens populares

.

DOUTOR DA IGREJA GREGA - MAIOR PREGADOR DA IGREJA PRIMITIVA - MESTRE DA RETÓRICA, DA HOMILÉTICA!

DOUTOR DA IGREJA GREGA - MAIOR PREGADOR DA IGREJA PRIMITIVA - MESTRE DA RETÓRICA, DA HOMILÉTICA!
Você deseja honrar o corpo de Cristo? Não o ignore quando ele está nu. Não o homenageie no templo vestido com seda quando o negligencia do lado de fora, onde ele está malvestido e passando frio. Ele que disse "Este é o meu corpo" é o mesmo que diz "Tu me vistes faminto e não me destes comida" e «quantas vezes o fizestes a um destes meus irmãos mais pequeninos, a mim o fizestes» (Mateus 25:40)... Que importa se a mesa eucarística está lotada de cálices de ouro quando seu irmão está morrendo de fome? Comeces satisfazendo a fome dele e, depois, com o que sobrar, poderás adornar também o altar.

João Crisóstomo, Comentário sobre Mateus

♛ Uma das características mais recorrentes das homilias de João Crisóstomo (347-407) é sua ênfase no cuidado com os necessitados. Ecoando temas do Evangelho de Mateus, ele exorta os ricos a abandonarem o materialismo para ajudar os pobres, empregando todas as suas habilidades retóricas para envergonhar os ricos e obrigá-los a abandonar o consumismo mais conspícuo:


“Honras de tal forma teus excrementos a ponto de recebê-los em vasilhas de prata quando outro homem criado à imagem de Deus está morrendo de frio?”


— João Crisóstomo


-

OREM PELOS CRISTÃOS

OREM PELOS CRISTÃOS