"Ao contrário de muitos, não negociamos a Palavra de Deus visando a algum lucro; antes, em Cristo falamos diante de Deus com sinceridade, como homens enviados por Deus".
2 Coríntios 2.17


terça-feira, 23 de maio de 2017

* O Contrabandista de Deus / Resenha do Livro do Irmão André


Quando era garoto, Irmão André gostava de brincar, imaginando-se um espião em território inimigo. O que ele não podia sequer imaginar é que bem mais tarde se tornaria um agente secreto de Deus com uma difícil missão: levar Bíblias para os cristãos das igrejas perseguidas pelo regime comunista, na Rússia e nos países da Europa, na década de 50.

Embora fosse impossível para um missionário cristão passar pela Cortina de Ferro, André sabia que para Deus não havia impossibilidades. Ao ter de atravessar a fronteira de algum país, com sua mala e seu fusca cheios de Bíblias, folhetos e material impresso, ele orava assim: - “Senhor, na minha bagagem há Escrituras que desejo levar para os teus filhos, que estão do outro lado desta fronteira. Quando estiveste na Terra, fizeste os olhos dos cegos ver. Agora eu peço: faze com que os olhos desses que vêem fiquem cegos. Não deixes os guardas verem as coisas que tu não queres que eles vejam”. E Deus atendia sua oração.


Irmão André 
Informações

A obra literária "O Contrabandista de Deus", conta a história verídica de um dos maiores missionários do Século XX, o irmão André, fundador da missão Portas Abertas, conhecida internacionalmente como Open Doors.


O livro "O Contrabandista de Deus" é dividido em vários capítulos que exploram a vida pessoal do missionário holandês, desde a sua criação, conversão, começo no ministério, casamento, criação dos filhos e velhice, até as milagrosas histórias de contrabando de Bíblias para os países da URSS e China, além de explorar a beleza dos diversos países em que ele conheceu, curiosidades sobre as estradas, sobre a liberdade do povo e a burocracia dos estados socialistas. Suas atualizações após 2001 também apresentam um apêndice contendo o trabalho nos países árabes.

O Contrabandista de Deus leva o leitor a entender o que é uma vida entregue totalmente a Jesus. O irmão André ensina através de sua comunhão intima com Deus lições importantes sobre fé, confiança em nosso Senhor, ousadia e visão de corpo, ao demonstrar o seu amor aos cristãos da Cortina de ferro.

No livro "O contrabandista de Deus", pode-se entender o motivo que levou o Irmão André a entrar na lista dos perigosos da KGB (polícia secreta da URSS), devido as suas atitudes "subversivas", ao levar a palavra de Deus para os cristãos que não tinham se quer uma bíblia em casa. Ele também é conhecido pela revista britânica Time, como o autor de uma das maiores façanhas da história Cristã, ao levar um milhão de Bíblias para a China de forma clandestina e em um só dia.


Conclusão

"O Contrabandista de Deus", é mais que uma simples biografia de um missionário cristão de destaque, pois ela fortalece a nossa fé, amplia a visão do Reino de Deus, incentiva a prática do amor aos inimigos e é uma lição de coragem e confiança em Jesus, demonstrando que para isso precisamos sempre nos voltar ao nosso criador e se entregar de corpo, alma e espírito a Ele.

Você vai se emocionar com o testemunho do contrabandista de Deus, marcado pelo amor à Igreja Sofredora e aos irmãos que viviam sob a repressão do comunismo. Uma história repleta de fé, coragem e ousadia, que nos inspira e desafia a sermos testemunhas fiéis do amor de Deus mesmo sob circunstâncias adversas.

Danielle Soares Pinho da Fonseca
Professora dos EBD dos Adolescentes da Igreja Batista Filadélfia, AM. 
Bacharel em Teologia. Licenciatura em Psicologia e Sociologia. Pós-graduada em Liderança e Missiologia. 



Nenhum comentário:

Postar um comentário

💪 Nós aprendemos com Jesus que a verdadeira masculinidade não é simplesmente manter nossos narizes limpos e nossa casa em ordem. A verdadeira masculinidade significa enxergar além de nós mesmos para amar nosso próximo – e nosso próximo é qualquer um que encontramos em necessidade. O homem de verdade livremente doa seu tempo, recursos, atenção, energia e apoio emocional para aqueles que precisam, sem se preocupar em como eles podem retribuir. Seja você casado ou solteiro, se você não está servindo ao seu próximo abnegadamente e sacrificialmente, você não está exercendo completamente a masculinidade bíblica.

Phillip Holmes



Postagens populares

.

DOUTOR DA IGREJA GREGA - MAIOR PREGADOR DA IGREJA PRIMITIVA - MESTRE DA RETÓRICA, DA HOMILÉTICA!

DOUTOR DA IGREJA GREGA - MAIOR PREGADOR DA IGREJA PRIMITIVA - MESTRE DA RETÓRICA, DA HOMILÉTICA!
Você deseja honrar o corpo de Cristo? Não o ignore quando ele está nu. Não o homenageie no templo vestido com seda quando o negligencia do lado de fora, onde ele está malvestido e passando frio. Ele que disse "Este é o meu corpo" é o mesmo que diz "Tu me vistes faminto e não me destes comida" e «quantas vezes o fizestes a um destes meus irmãos mais pequeninos, a mim o fizestes» (Mateus 25:40)... Que importa se a mesa eucarística está lotada de cálices de ouro quando seu irmão está morrendo de fome? Comeces satisfazendo a fome dele e, depois, com o que sobrar, poderás adornar também o altar.

João Crisóstomo, Comentário sobre Mateus

♛ Uma das características mais recorrentes das homilias de João Crisóstomo (347-407) é sua ênfase no cuidado com os necessitados. Ecoando temas do Evangelho de Mateus, ele exorta os ricos a abandonarem o materialismo para ajudar os pobres, empregando todas as suas habilidades retóricas para envergonhar os ricos e obrigá-los a abandonar o consumismo mais conspícuo:


“Honras de tal forma teus excrementos a ponto de recebê-los em vasilhas de prata quando outro homem criado à imagem de Deus está morrendo de frio?”


— João Crisóstomo


-

OREM PELOS CRISTÃOS

OREM PELOS CRISTÃOS