segunda-feira, 14 de novembro de 2016

Acervo da Teologia

* A Tragédia de um País Resumida em uma Foto - Capital do Iêmen

        A tragédia de um país resumida em uma foto!

Saida Ahmad, sentada na cama do hospital em Sana'aImage copyrightREUTERS
Image captionSaída começou a sofrer de desnutrição há cinco anos, segundo a família, mas sua situação se agravou com a guerra civil
É impressionante que Saida Ahmad Baghili consiga sustentar seu corpo, sentada em uma cama do Hospital Al-Thawra, em Sanaa, a capital do Iêmen. Seus membros, de tão finos, parecem vergar.
Na verdade, é um milagre que Saída, de 18 anos, esteja viva - ou que estivesse há cerca de uma semana, quando a imagem captada por um profissional da agência de notícia Reuters correu o mundo e se tornou o símbolo da brutal guerra civil que assola o país do Oriente Médio.
O conflito, iniciado por uma rebelião de um movimento político-religioso conhecido como houthi, arrasta-se há mais de um ano e meio, agravado pela intervenção da vizinha Arábia Saudita, que apoia o regime do presidente Abdrabbuh Mansur Hadi - os houthis, por sua vez, contam com apoio do Irã, inimigo dos sauditas. Os dois países estão entre os mais importantes em termos econômicos e militares do Oriente Médio.
Além de se envolver diretamente no combate aos houthis, os sauditas comandam um bloqueio naval que complicou o fornecimento de comida, água e medicamentos para os 2,5 milhões de iemenitas desabrigados.
Segundo um recente relatório das Nações Unidas, pelo menos 14 milhões de pessoas - mais da metade da população do país - enfrentam a escassez de alimentos.
Gente como Saída. Ela foi hospitalizada no último dia 21, devastada pela fome e uma severa má-nutrição. De acordo com um artigo da agência de notícias Reuters, a jovem estava tão fraca que sequer conseguia comer, sobrevivendo com uma dieta de suco, leite e chá, segundo sua família.
Saida Ahmad em uma cadeira de rodasImage copyrightREUTERS
Image captionSegundo a ONU, mais de 3 milhões de pessoas sofrem de desnutrição no Iêmen

A dificuldade das famílias para comprarem alimento no Iêmen devido à pobreza é apontada como uma das principais causas da desnutrição infantil. Na foto, médico segura nas mãos criança desnutrida - sob olhar atento da mãe em um hospital na cidade de Taiz
Em entrevista ao programa de rádio Outside Source, do Serviço Mundial da BBC, Russell Boyce, que comanda o serviço de fotografia da Reuters no Oriente Médio, disse que o fotógrafo que fez as imagens de Saída obteve permissão da mãe da menina e explicou que as fotos iriam correr o mundo.
"Explicamos para os parentes de Saída o que poderia acontecer. E, apesar de toda sua fragilidade, ela mostrou muita dignidade ao posar. E sentimos que a família tinha esperança em uma melhora", contou Boyce.
De acordo com o jornal britânico The Independent, Saida vem de um vilarejo pobre nos arredores de Hodeida, cidade próxima ao Mar Vermelho e controlada pelos houthis. O jornal entrevistou uma tia da jovem, também chamada Saída. Ela contou que a sobrinha está doente há cinco anos, sem entrar em detalhes, mas uma enfermeira do Al-Thawra disse à Reuters que a desnutrição é o principal problema de Saída.
No final de agosto, a ONU estimou em 10 mil o número de pessoas mortas nos 18 meses de conflito da guerra civil do Iêmen.

Acervo da Teologia

About Acervo da Teologia -

Author Description here.. Nulla sagittis convallis. Curabitur consequat. Quisque metus enim, venenatis fermentum, mollis in, porta et, nibh. Duis vulputate elit in elit. Mauris dictum libero id justo.

Subscribe to this Blog via Email :