"AO CONTRÁRIO DE MUITOS, NÃO NEGOCIAMOS A PALAVRA DE DEUS VISANDO A ALGUM LUCRO; ANTES, EM CRISTO FALAMOS DIANTE DE DEUS COM SINCERIDADE, COMO HOMENS ENVIADOS POR DEUS". 2 Coríntios 2. 17



terça-feira, 4 de outubro de 2016

* Os Primeiros Evangélicos no Brasil

Os Primeiros Evangélicos no Brasil


Ø Os primeiros missionários evangélicos que chegaram ao Brasil, foram enviados por Calvino em 1557. Foram cinco servos do Senhor que vieram evangelizar os índios numa expedição de huguenotes franceses que aportaram na Baía de Guanabara no dia 10 de março de 1557, numa quarta-feira. Nesse mesmo dia foi realizado o primeiro culto evangélico em terras brasileiras;
Ø Os cinco servos de Deus chamavam-se: Pedro Richier, João Du Bourdel, Mateus Verneuil, Pedro Bourdon e Jacques Le Balleur;
Ø O primeiro culto e a primeira mensagem foi ministrada por Pedro Richier e o primeiro texto bíblico lido foi o Sl 27.4. O sermão foi pregado em francês e o primeiro hino entoado no Brasil foi um cântico baseado no Salmo 5;
Ø Já que estamos falando em primeiro, convém-nos informar que a primeira Santa Ceia celebrada no Brasil foi no dia 21 de março de 1557, minstrada pelo pastor que liderava o grupo, Pedro Richier; 
Ø Infelizmente eles não foram bem-sucedidos, por que na época os jesuítas mandavam e desmandavam no Brasil colônia e assassinaram os servos de Deus. Ao ver o rápido crescimento do número de evangélicos, eles formaram uma confederação indígena e os instigaram a tomar de assalto as residências dos evangélicos, que na época eram chamados simplesmente de protestantes;
Ø No dia 9 de fevereiro de 1558, em uma sexta-feira, o solo e as águas da Baía de Guanabara foram manchados com o sangue daqueles que teriam dado início ao progresso dessa nação através do Evangelho. Houve uma impiedosa chacina e todos os protestantes e uma dezena de huguenotes franceses foram massacrados. Os que escaparam com vida embarcaram em um navio, sem terem tempo de se proverem de alimentos suficientes para atravessarem o Atlântico. Não existe registro que eles tenham chegado a algum lugar. Provavelmente foram dizimados pela sede e pela fome em alto mar;
Ø Dos cinco missionários, Pedro Richier morreu em meio à matança, Jacques Le Balleur fugiu por terra, indo parar em São Vicente e os outros três foram presos e sentenciados à pena máxima. João Du Bourdel, Mateus Verneuil e Pedro Bourdon foram presos e com os pés e mãos amarrados foram estrangulados  e atirados às águas do mar, semimortos; 
Ø Jacques Le Balleur, o único que escapou, sob a proteção de índios tupinambás chegou a Bertioga e de lá fugiu para São Vicente. Por ter continuado a dar testemunho de sua fé em Deus, foi preso em são Vicente e posteriormente transferido para uma masmorra em Salvador, onde ficou vários anos. Julgado e condenado pelos jesuítas, foi enforcado pelas mãos do padre José de Anchieta no dia dia 20 de janeiro de 1567, na cidade do Rio de Janeiro. Irritado com o carrasco que se negou a enforcar o servo do Senhor, José de Anchieta se destacou do grupo e estrangulou Jacques Le Balleur com suas próprias mãos e depois o pendurou na forca;
Ø Esse mesmo padre José de Anchieta, no dia 22 de junho de 1980 foi beatificado por João Paulo II no Vaticano, em Roma;
Ø Quantos anos o Brasil viveu num atraso cultural, econômico e político por causa dos jesuítas. Quanto sangue eles derramaram em solo brasileiro, sob as barbas da Igreja Católica;
Ø Aqueles mártires no Rio de Janeiro, jamais poderiam imaginar o que Deus faria na história do Brasil com relação ao crescimento do seu povo. Tertuliano havia dito muito tempo antes que "O sangue dos mártires é a semente da Igreja";
Que Deus possa nos fazer dignos do heroísmo e da bravura desses santos e que possamos, a qualquer custo, levar a mensagem do Evangelho para todos os brasileiros, não importa onde estejam ou que situação vivam. Amém.
Todas estas informações foram extraídas do livro "O Brasil Pentecostal, Uma Análise da História", do teólogo Carlos Boaventura.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

500 ANOS DA REFORMA

500 ANOS DA REFORMA

Postagens populares

.

E SE FOSSE VOCÊ?

E SE FOSSE VOCÊ?

DOUTOR DA IGREJA GREGA - MAIOR PREGADOR DA IGREJA PRIMITIVA - MESTRE DA RETÓRICA, DA HOMILÉTICA!

DOUTOR DA IGREJA GREGA - MAIOR PREGADOR DA IGREJA PRIMITIVA - MESTRE DA RETÓRICA, DA HOMILÉTICA!
Você deseja honrar o corpo de Cristo? Não o ignore quando ele está nu. Não o homenageie no templo vestido com seda quando o negligencia do lado de fora, onde ele está malvestido e passando frio. Ele que disse "Este é o meu corpo" é o mesmo que diz "Tu me vistes faminto e não me destes comida" e «quantas vezes o fizestes a um destes meus irmãos mais pequeninos, a mim o fizestes» (Mateus 25:40)... Que importa se a mesa eucarística está lotada de cálices de ouro quando seu irmão está morrendo de fome? Comeces satisfazendo a fome dele e, depois, com o que sobrar, poderás adornar também o altar.

João Crisóstomo, Comentário sobre Mateus

♛ Uma das características mais recorrentes das homilias de João Crisóstomo (347-407) é sua ênfase no cuidado com os necessitados. Ecoando temas do Evangelho de Mateus, ele exorta os ricos a abandonarem o materialismo para ajudar os pobres, empregando todas as suas habilidades retóricas para envergonhar os ricos e obrigá-los a abandonar o consumismo mais conspícuo:


“Honras de tal forma teus excrementos a ponto de recebê-los em vasilhas de prata quando outro homem criado à imagem de Deus está morrendo de frio?”


— João Crisóstomo