terça-feira, 25 de outubro de 2016

Acervo da Teologia

* Charles Fox Parham 1873 - 1929 / Biografia


O pentecostalismo surgiu com o norte-americano Charles Fox Parham. Foi ele quem, pela primeira vez, elaborou essa definição teológica para o movimento que sublinhava o vínculo entre o “falar em línguas” e o “batismo com o Espírito Santo”. Seus cultos eram marcados por grande êxtase, tais como, transes e o dom de evidências em novas línguas que ficou mundialmente conhecido como batismo com o Espírito Santo. 
Parham, na cidade de Topenka, no Kansas, no ano de 1900, fundou Bethel Bible Collegeuma instituição que ficou conhecida pelo prática da cura divina, assistência material e espiritual a pessoas de origem humilde e que estavam dispostas a atuar como missionários.

Charles Parham acometido de depressão ausentou-se da liderança do movimento pentecostal por ele iniciado, período no qual fez viagens para tentar recuperar-se. Porém, regressando de sua viagem Parham se deparou com uma cisma dos estudantes e também de seus companheiros que disputavam a ocupação de seu lugar como diretor da Bethel Bible. Parham retoma a liderança e continua a estimular seus estudantes a alcançarem a terceira benção, foi quando em um movimeno de oração uma de suas alunas entrou em êxtase e manifestou em línguas estranhas, glossolália, nas semanas seguintes novas pessoas, inclusive Parham, alcançaram o mesmo feito. 
Esse foi o estopim para o movimento da rua Azuza.
  
No ano de 1905 Charles Parham muda-se para Huston, no Texas, onde funda um nova escola biblíca, onde teve como um de seus alunos William Seymour, um negro filho de ex-escravos, era obrigado por Parham a assitir as aulas sentado numa cadeira no corredor.
A contribuição do pregador Seymour foi essencial, pois, se não fosse por ele, talvez o pentecostalismo de Parham não tivesse passado de boatos. Daí para frente, Seymour se tornou o grande anunciador do movimento pentecostal. Em 1906, seus ensinos sobre as práticas de falar palavras desconhecidas trouxe grande quantidade de adeptos ao pentecostalismo e, dois anos mais tarde, sua igreja já mandava missionários para 25 países.

Parham durante 5 anos atuou como pastor de uma igreja metodista, sua decisão em abandonar esta igreja estava na crença pessoal na cura divina. Parham é um dos fundadores da Assembléia de Deus nos Estados Unidos, a maior denominação pentecostal do Brasil e também do mundo. 
Parham se envolveu em escandalos de sodomia e afastou-se da liderança do grupo religioso por ele fundado, coube a Willian Seymour assumir a liderança dos membros da igreja de Parham. Charles Fox Parham também é bastante criticado por suas ligações com a maçonaria, a Ku Klux Klan e também pela seu racismo não disfarçado.

O advento da rua Azuza, de fato, estava exercendo profunda força, tanto centrípeta como centrífuga, no mundo protestante. Funcionava como um potente imã, atraindo líderes de diversos segmentos do protestantismo que desejavam conhecer o que estava ocorrendo ali. E também como centro irradiador da mensagem pentecostal, enviando grupos para diversas localidades do país e do mundo.

O pentecostalismo chegou ao Brasil trazido por operários imigrantes. Primeiro em 1910, pelo italiano Louis Francescon, fundador da Congregação Cristã no Brasil, e, Logo em seguida, em 1911, pelos suecos Gunnar Vingren e Daniel Berg, fundadores da Igreja Evangélica Assembléia de Deus. Foi expressiva também a contribuição da missionária Aimee Semple McPherson, fundadora da Igreja do Evangelho Quadrangular, iniciada no Brasil em 1951 pelo pastor Harold Edwin Willians. Todos eles, sem distinção, foram influenciados pelo avivamento da rua Azuza.

Enquanto isso, Seymour Continuou seu pastorado na rua Azuza até sua morte, em 28 de setembro de 1922. O edifício da igreja onde tudo começou foi destruído poucos anos mais tarde.Todavia, quando isso ocorreu, a chama pentecostal já havia atravessado fronteiras.

Fonte: Esperança 

Acervo da Teologia

About Acervo da Teologia -

Author Description here.. Nulla sagittis convallis. Curabitur consequat. Quisque metus enim, venenatis fermentum, mollis in, porta et, nibh. Duis vulputate elit in elit. Mauris dictum libero id justo.

Subscribe to this Blog via Email :

1 comentários:

Write comentários
Edgar Texeira
AUTHOR
26 de outubro de 2016 18:31 delete

Maçon falando em línguas e pra ficar desconfiado,apesar que até hoje tem muitos maçon na assembléia falando em línguas e sem interpretação.

Reply
avatar