domingo, 20 de setembro de 2015

Acervo da Teologia

* Compromisso com a Erradicação da Fome no Mundo / Nutricionista Kátia Braz Souza

Compromisso  com a erradicação da fome no mundo

Por: Kátia Braz Souza 

A alimentação permeia todas as relações sociais de diferentes classes de uma mesma sociedade apresentando sempre uma dimensão cultural. Deus nos orienta sobre consumo de alimentos desde o primeiro capítulo da Bíblia. 

Em Gênesis 1.29 e 30 vemos que toda a vegetação foi criada para alimentação. A partir daí inúmeras passagens demonstram a importância da alimentação e nenhuma apoia ou incentiva o desperdício de alimentos.


Hoje são desperdiçados um milhão de toneladas de comida por ano, enquanto mais de 850 milhões de pessoas em todo o mundo sofrem de desnutrição crônica. Como viveremos no planeta que ajudamos a degradar? Hoje a população mundial é de cerca de 7 bilhões, estima-se que em 2050 esse número pulará para 9 bilhões. Eles precisam ouvir a voz do Pai que também diz que os recursos do planeta e tudo mais que nele há, presente Dele para nós, precisa ser preservado.


Além da perda de produção, são desperdiçados também recursos como água, terras cultiváveis, insumos agrícolas e tempo de trabalho – sem contar a geração de gases-estufa pela comida em decomposição e pelo transporte dos alimentos. 


Os clamores por profundas mudanças em nossa agricultura e nosso sistema alimentar se tornam mais frequentes e mais insistentes. Desperdiçar alimentos não faz sentido, seja do ponto de vista econômico, ambiental ou ético. O que dizer de um cristão? O que nós temos feito em relação a isso? Se todos nós não podemos “dar-lhes de comer”, podemos reduzir o desperdício de alimento em nossas casas e sociedade. Isso é consciência cristã. É viver para e pelo Reino.


Algumas dicas para nos ajudar a evitar o desperdício: fazer a lista de compras antes de ir a feiras ou mercados para evitar comprar o que for desnecessário (e certamente irá sobrar nos armários de casa); aproveitar as sobras das refeições para criar novos pratos, congelar o excesso de alimentos preparados e, em restaurantes com a família e os amigos, pedir porções pequenas para que não sobre.


Viver como o Mestre Jesus, significa glorificar ao Pai em tudo. Quando vocês comem ou bebem, ou fazem qualquer outra coisa, façam tudo para a glória de Deus (1 Co 10.31).


"Os clamores por profundas mudanças em nossa agricultura e nosso sistema alimentar se tornam mais frequentes e mais insistentes. Desperdiçar alimentos não faz sentido, seja do ponto de vista econômico, ambiental ou ético".



Kátia Braz Souza Nutricionista
Membro da Igreja Batista em Vila Natal, Mogi das Cruzes/SP
Revista do Promotor de Missões 

Acervo da Teologia

About Acervo da Teologia -

Author Description here.. Nulla sagittis convallis. Curabitur consequat. Quisque metus enim, venenatis fermentum, mollis in, porta et, nibh. Duis vulputate elit in elit. Mauris dictum libero id justo.

Subscribe to this Blog via Email :