sexta-feira, 25 de setembro de 2015

Acervo da Teologia

* Andrew Miller / Biografia & Obras

Andrew Miller (1810-1883) foi um escocês Executivo Empresarial; Pregador Batista; Escritor; Historiador; Biblicista Dispensacionalista; Evangelista; Líder Adenominacional do Movimento Irmãos Unidos, também conhecido como Irmãos de PlymouthAssembleia dos Irmãos em Portugal, Casa de Oração no Brasil, ou simplesmente Os Irmãos.
"Eu [Jesus] Sou a videira, e vocês são os ramos. Quem está unido Comigo e Eu com ele, esse dá muito fruto porque sem Mim vocês não podem fazer nada." (João 15:5, NTLH, SBB).
"Ora, vocês são o Corpo de Cristo, e cada um de vocês, individualmente, é membro desse corpo. Assim, na igreja, Deus estabeleceu primeiramente apóstolos; em segundo lugar, profetas; em terceiro lugar, mestres; depois os que realizam milagres, os que têm dons de curar, os que têm dom de prestar ajuda, os que têm dons de administração e os que falam diversas línguas. São todos apóstolos? São todos profetas? São todos mestres? Têm todos dons de curar? Falam todos em línguas? Todos interpretam? / Entretanto, busquem com dedicação os melhores dons. Passo agora a mostrar-lhes um caminho ainda mais excelente." (1ª Coríntios 12:27-31, NVI, SBI).
"Agora, pois, permanecem a fé, a esperança e o amor, estes três; porém o maior destes é o amor." (1ª Coríntios 13:13, VRA, SBB).

Andrew Miller
Andrew Miller.
(1810-1883)
Andrew Miller nasceu no dia 27 de Janeiro de 1810, em Kilmaurs, no Condado de Ayrshire, na Escócia. A região era conhecida por suas oficinas, calçados e talheres, além da vocação agrícola, também foram encontrados sítios paleontológicos.

Durante a juventude, mudou a sua residência para Glasgow, uma das maiores cidades da Escócia. As oportunidades surgiram através da empresa Smith, Anderson & Co. que disponibilizou a gerência de uma filial em Londres, na Inglaterra, aos cuidados de Andrew Miller.

O seu perfil empreendedor foi crucial para assumir a sociedade da empresa, que alterou o nome para Miller, Son & Torrance. Posteriormente, os negócios ficaram sob os cuidados do seu filho, Thomas B. Miller.

As atividades empresarias não impediram Andrew Miller de executar os serviços cristãos como pregador leigo na Igreja Batista Escocesa em Londres, inclusive, ajudou na construção da capela. Além dos sermões ministrados no local de reuniões, também promovia trabalhos evangelísticos em todo o país.

Nesse período, foi convidado por um integrante do Movimento Irmãos Unidos para frequentar um grupo de estudos bíblicos com ocorrência semanal. Andrew Miller valorizava o status social que muitas vezes é transmitido pelas vestimentas, inclusive, quando visitou o grupo de estudos bíblicos, estava trajado de smoking e ficou envergonhado, pois ninguém utilizava as vestes para destaque social. O status que tanto valorizava não surtiu quaisquer efeitos entre os Irmãos.

O estudo bíblico marchou da seguinte forma: todos foram à sala de jantar, depois ingressaram na sala de estar, aonde foi feita uma oração e iniciou o estudo da Palavra com uma leitura reverente dos textos sagrados. Os participantes empenhavam tempo considerável para digerir o tema bíblico.

Andrew Miller não conhecia a profundidade dos temas tratados, dentre os quais: a Escatologia, comum nos nossos dias, mas muito vendada no século XIX; a Volta de Jesus, negligenciada pela maioria dos cristãos da sua época; e, principalmente, o Dispensacionalismo. Durante as reuniões seguintes, desfrutou das verdades de Deus, dos Seus desígnios, e dos Seus amor e graça na redenção.

A experiência vivenciada dentre os Irmãos Unidos através desses estudos bíblicos, alteraram o curso da sua vida. Declarou à Igreja Batista Escocesa que deixaria o ministério leigo no Denominacionalismo para frequentar as reuniões sob o nome do Senhor Jesus, agora como Adenominacional. A comunidade Batista indagou sobre o Adenominacionalismo, e depois dos esclarecimentos, a maioria seguiu Andrew Miller, adotando como base da unidade da expressão da Igreja, apenas o nome de Jesus Cristo.

Seus dons evangelísticos foram evidenciados, alcançando projeção no Movimento Irmãos Unidos. Destinava atenção para todos, mas nutria carinho especial pelos idosos e jovens, apontando para eles o único caminho para a Vida Eterna - CRISTO.

As suas pregações eram carregadas de vivacidade, fervor habitava nas suas palavras e lágrimas surgiam no rebanho de Deus. Andrew Miller chorava desesperadamente clamando para que a consciência dos ouvintes fosse despertada acerca da Vontade do Senhor.

A frustração surgia no seu coração, sempre que visitava as igrejas locais e constatava desinteresse nos crentes sobre os temas bíblicos, principalmente, acerca do Evangelho.

As suas mensagens eram cheias do Espírito Santo e os ouvintes absorviam atentos todas as suas palavras, mesmo naquelas reuniões extremamente longas. Tal característica, trouxe o reconhecimento de pregador mais capacitado entre os pioneiros dos Irmãos Unidos.

Andrew Miller publicou diversos artigos na revista mensal Things New and Old(Coisas Novas e Velhas) que influenciou muitos cristãos, inclusive, aqueles que eram Denominacionais.
C.H. Mackintosh
Charles Henry Mackintosh.
(1820-1896)
Nutriu estreita amizade com C.H. Mackintosh e foi o responsável no encorajamento para a publicação da Série de Notas sobre o Pentateuco.

Miller foi o historiador do Movimento Irmãos Unidos, retratando o surgimento, os pioneiros e os ensinos do grupo através do livro: "Os Irmãos" (Como são chamados) - Sua história e as verdades que professam. O seu livro foi bastante divulgado na Europa, alcançando também a América do Sul, principalmente, o Brasil.

Também publicou a obra "História da Igreja" traduzida para diversos idiomas, inclusive, para o português através da editora Depósito de Literatura Cristã - DLC.

John Nelson Darby também cultivou vigorosa amizade com Andrew Miller, e mesmo acamado no leito de morte, indagava constantemente sobre a saúde do amigo Miller. A amizade foi intensa até os últimos dias de vida.

J.N. Darby faleceu em 1882 e Andrew encerrou os seus dias em 1883. Os pioneiros dos Irmãos Unidos deixaram essa Terra para encontrar a primícia celeste - Jesus Cristo, e engrossar as fileiras dos salvos. Andrew Miller declarou nos seus últimos dias: "Não há nada que conte, senão Cristo somente!".
Andrew Miller
Andrew Miller.
(1810-1883)
SUAS PALAVRAS:

"Quando se estuda a história da Igreja, é sempre reconfortante poder seguir com alguma medida de certeza o fio prateado da graça e o operar do Espírito de Deus na vida daqueles que destacaram nesses assuntos."

"Todo cristão fiel que tem estudado a grande revolução desse período (Século XVI) certamente não deixará de agradecer a Deus pela poderosa obra realizada por Sua graça, mediante a fé e a persistência dos Reformadores."

"Isto era algo totalmente novo para a cristandade daquele tempo (Século XIX) - ouvir falar da Igreja como sendo o Corpo de Cristo, habitado e governado pelo Espírito Santo, corpo esse do qual Ele é a Cabeça glorificada nos céus."

"Seria difícil encontrar na teologia dos Pais e dos Escolásticos, dos Reformadores ou dos Puritanos, a doutrina da Igreja como a Noiva Eleita de Cristo, separada do mundo para esperar o Seu retorno do céu como a única esperança dela, e conhecendo a presença constante do Espírito Santo como a única fonte de poder e gozo dela."

"O primeiro efeito de descobrir na Palavra de Deus quais são o chamado, a posição e a esperança da Igreja, será a profunda percepção do contraste entre o que o homem chama de igreja e o que ela realmente é à luz do Novo Testamento."  

FONTE:

Morgado, Um Cristão 
Livro: "Os Irmãos" (Como são chamados) - Sua história e as verdades que professam.
Autor: Andrew Miller.
Editora: Depósito de Literatura Cristã - DLC. (Brasil).
Páginas: 175.

Acervo da Teologia

About Acervo da Teologia -

Author Description here.. Nulla sagittis convallis. Curabitur consequat. Quisque metus enim, venenatis fermentum, mollis in, porta et, nibh. Duis vulputate elit in elit. Mauris dictum libero id justo.

Subscribe to this Blog via Email :