domingo, 5 de fevereiro de 2012

Acervo da Teologia

*Livres de Preconceitos

Livres de Preconceitos


Lucas 5.29-30 diz assim: "Então, lhe ofereceu Levi um grande banquete em sua casa; e numerosos publicanos e outros estavam com eles à mesa.

Os fariseus e seus escribas murmuravam contra os discípulos de Jesus, perguntando: Por que comeis e bebeis com os publicanos e pecadores?" (Lucas 5.29-30). Quem era este homem chamado Levi? "passadas estas coisas, saindo, viu um publicano, chamado Levi, assentado na coletoria, e disse-lhe: Segue-me! Ele se levantou e, deixando tudo, o seguiu". (Lc 5.27).

O publicano era um funcionário público e, entre os funcionários públicos, o mais temido era o cobrador de impostos. Ele era como um agente da Receita Federal.

Naquela época, a cobrança de impostos era mais terrível do que nos dias de hoje. As pessoas não faziam declaração para saber se tinham ou não de pagar imposto. Tendo pouco ou muito, os cobradores de impostos levavam, na maioria das vezes, além do que as pessoas podiam e deviam pagar.

Na realidade, o povo não pagava imposto, mas o dinheiro lhes era aviltosamente roubado. Grande parte desse valor era levada para Roma. Os impostos não ficavam em Israel. Naquela época, Israel vivia debaixo do domínio romano e os impostos eram altíssimos, e eles não viam obras nem benfeitorias sendo realizadas em Israel. E, quem não pagasse os impostos poderia até mesmo ser levado para a prisão. Levi era um desses homens temidos pelo povo.

Normalmente, um fiscal tem semblante fechado e quando chega em algum lugar ou em alguma empresa, as pessoas olham para ele e logo querem ficar o mais longe possível dele. Mas é exatamente este homem que Jesus vê: o cobrador de impostos.

É interessante notar que Jesus não vê simplesmente o que a pessoa está fazendo, Ele enxerga o coração. Jesus conhece a alma do homem. O seu amor tão imenso e terno, olha para ele e diz: "Segue-me". Apenas esta ordem: "Segue-me".

E o texto a seguir diz que "Ele se levantou e, deixando tudo, o seguiu."

Levi ficou tão agradecido, com o coração tão feliz que "lhe ofereceu um grande banquete em sua casa". Quando uma pessoa dá uma festa em sua casa, ela convida pessoas do seu relacionamento. Com Levi não foi diferente. Naquele grande banquete, havia numerosos publicanos, ou seja, os outros fiscais ou os outros coletores de impostos, seus companheiros de trabalho. A Bíblia não diz quantos tinham, só afirmam que eram muitos. 10, 20,30,40, 50 ou quem sabe se todos não estavam ali, afinal além dos numerosos publicanos, também tinham outros que estavam com ele à mesa.

Para os religiosos daquela época, essa atitude de Jesus e seus discípulos era algo afrontoso. Jesus estava infringindo a Lei. Mostrava-se totalmente fora do contexto daquele que se dizia ser o Filho de Deus. Os Fariseus eram esses religiosos.

Eram zelosos em cumprir toda Lei, letra por letra por menor que ela fosse. Muitas vezes , achamos até que o fariseu era apenas uma pessoa falsa. Esse pensamento é errado. O fariseu era sim, uma pessoa teimosa. Era o "top" na religião.

Ele sempre estava lá, cumprindo o seu papel. Ele orava, jejuava e entregava seus dízimos. Não é correto pensar que o fariseu tinha apenas a característica de hipócrita. Hoje, mesmo longe das tradições hebraicas e judias, encontramos muitos fariseus em nosso meio. Cumprem com contumácia o seu papel de "zelosos", de guardas da sua religião. Se existe alguém que "vigia"cada detalhe dentro de uma igreja, esse alguém é um fariseu.

Para o desespero daqueles homens religiosos, lá estava Jesus e seus discípulos assentados à mesa com homens sujos, pecadores e mundanos.

"Por que comeis e bebeis com os publicanos e pecadores?"

(Lucas 5.30). "Será que não tem gente melhor para vocês se relacionarem? Precisa ser com essa escória da sociedade?

Não podemos nos misturar com essas pessoas, muito menos nos contaminar comendo e bebendo com elas". Esse era o argumento deles. Eles estavam verdadeiramente chocados com a atitude de Jesus em se misturar com os pecadores. Para os religiosos daquela época, essa turma já estava condenada ao fogo do inferno.

Essa era a lei que eles tinham. Mas, o que Jesus fez? Ele quebrou exatamente esse preconceito. Jesus foi até a casa de Levi. E o que fez Levi? Um banquete! Um banquete não, um grande banquete. Fez uma festa para Jesus. Jesus não tinha preconceitos de ir a festas. Não só foi como comeu e bebeu com eles.

Jesus não tinha preconceitos com qualquer pessoa que fosse. Levi teve a oportunidade de ver sua vida mudada. De poder sentir a presença do Mestre, de estar do lado dele. E Jesus está de braços abertos para você nesta hora. Ele está esperando você para poder abraçá-lo e derramar a sua graça sobre a sua vida.

Muitas vezes, estamos ao lado de religiosos que ficam vigiando se estamos calçando sapatos ou se estamos com uma sandália de dedos. O Senhor não está olhando para isso. Ele está olhando para você e está lhe chamando:

"Vinde a mim, todos os que estais cansados e sobrecarregados, e eu vos aliviarei." (Mateus 11.28).


Os religiosos ficam ali, vigiando, apavorados, decidindo se deixam ou não você entrar na igreja de sandálias de dedos. isso não era diferente para com os fariseus. Eles estavam apavorados com o que Jesus estava fazendo e diziam uns aos outros, murmurando: "Por que comeis e bebeis com os publicanos e os pecadores?"

Jesus sabe o que se passa no coração de um preconceituoso. Ele responde de imediato para eles: "Os sãos não precisam de médico, e sim os doentes. Não vim chamar justos,e sim pecadores, ao arrependimento". (Lucas 5.31-32). Jesus não deixa os discípulos responderem por que eles o estavam seguindo. Nós precisamos ter esse entendimento.

Jesus nos ensina a não termos preconceitos porque aquele que os tem, ou que alimenta preconceitos em seu coração, nunca irá desfrutar toda a vontade de Deus, o Pai, aqui na terra.

A pessoa preconceituosa levanta muralhas, obstáculos muitas vezes intransponíveis que impedem o bom relacionamento com as pessoas e a abertura para a pregação do Evangelho.


Trechos do livro: Livres de Preconceitos (Pr. Márcio R. Vieira )

Acervo da Teologia

About Acervo da Teologia -

Author Description here.. Nulla sagittis convallis. Curabitur consequat. Quisque metus enim, venenatis fermentum, mollis in, porta et, nibh. Duis vulputate elit in elit. Mauris dictum libero id justo.

Subscribe to this Blog via Email :