sexta-feira, 23 de dezembro de 2011

Acervo da Teologia

*Mendigo não é Cidadão?

Mendigo não é cidadão?

Pesquisa nacional revela que 19% dos moradores de rua não fazem sequer uma refeição diária e comprova que a realidade destes brasileiros está muito distante da cidadania e dignidade.

No dicionário, mendigo é o indivíduo que vive em extrema carência material, não podendo garantir a sua sobrevivência com meios próprios. Andar pelas ruas de cidades brasileiras é deparar-se com essa realidade triste e que não passa despercebida a ninguém, mesmo que provoque reações e sentimentos contraditórios.

No Brasil, em abril de 2008, o Ministério de Desenvolvimento Social e Combate à Fome divulgou uma pesquisa sobre população de rua realizada em 71 municípios brasileiros. A pesquisa revelou que 82% dos moradores de rua é do sexo masculino e 53% possui entre 25 e 44 anos. Os principais motivos que levaram essas pessoas a viver e morar na rua são problemas de alcoolismo e drogas, desemprego e desavenças familiares.

Os dados, assustadores e tristes, demonstram ainda a dura realidade dos moradores de rua e a ausência dos preceitos básicos de dignidade e cidadania: 24,8% não possuem quaisquer documentos de identificação; 19% não conseguem fazer, ao menos, uma refeição por dia; 61,6% não exercem o direito de cidadania elementar que é o voto por não possuírem título de eleitor; 29,8% já foram impedidos de utilizar transporte coletivo; 48,4% não conseguiram entrar em bancos e órgãos públicos e 18,4% não foram atendidos na rede pública de saúde.

A mendicância, no entanto, não é uma exclusividade brasileira. Não existem estatísticas e pesquisas mundiais sobre população de rua, mas a verdade é que essa parcela da população existe não apenas nos países em desenvolvimento, mas também entre as nações mais ricas e desenvolvidas no planeta. Segundo matéria publicada na Revista Criação, existem três milhões de mendigos nos Estados Unidos e, em dez anos, a probabilidade é que as ruas norte-americanas estejam mais cheias de moradores de rua do que jamais antes estiveram.

Na Europa, a população em situação de rua também permeia a paisagem urbana. De acordo com o jornal Tribuna da Imprensa, em Roma, algumas dezenas de mendigos dormem nos muros da Santa Sé e, ao lado da Basílica de São Pedro, uma fila é formada todas as manhãs e nos finais de tarde para receber alimentação.

E, mesmo na Suíça, a pobreza começa a ganhar espaço. Em dezembro de 2007, a prefeitura de Genebra resolveu retirar os mendigos que, pela primeira vez, apareciam nas elegantes ruas da cidade.

Rev. Wildo Gomes dos Anjos

A Paz de Cristo meus amados irmãos. Eu não poderia deixar de falar ou seja,demonstrar um pouco do que a Missão Vida vem realizando aqui na nossa cidade de Anápolis-Goiás, transformando e restaurando a vida de milhares de pessoas. Eles durante muitos anos tem se dedicado a cuidar de pessoas necessitadas de muitas ajudas e carências, sendo portanto um ministério bíblico, um ministério que tem sido abundantemente abençoado por Deus. Entendemos que,o quanto mais eles se propõe a ajudar o próximo, mais necessitados de ajudas eles estão. Portanto meus amados em Cristo,comece o seu Ano Novo ofertando na vida desses irmãos carentes, pessoas que não podem de forma alguma ter os seus tratamentos interrompidos por falta de recursos, plante na vida dessas pessoas, porque você está plantando no Reino De Deus.

Conheça mais sobre a Missão Vida no Site
http://mvida.org.br

Missão Vida, primeiro Centro de Recuperação de Mendigos do Brasil

Acervo da Teologia

About Acervo da Teologia -

Author Description here.. Nulla sagittis convallis. Curabitur consequat. Quisque metus enim, venenatis fermentum, mollis in, porta et, nibh. Duis vulputate elit in elit. Mauris dictum libero id justo.

Subscribe to this Blog via Email :