"AO CONTRÁRIO DE MUITOS, NÃO NEGOCIAMOS A PALAVRA DE DEUS VISANDO A ALGUM LUCRO; ANTES, EM CRISTO FALAMOS DIANTE DE DEUS COM SINCERIDADE, COMO HOMENS ENVIADOS POR DEUS". 2 Coríntios 2. 17



quinta-feira, 23 de março de 2017

* O Vosso Culto Racional - Comentário em Hebreus de João Calvino


“…São falsas e espúrias todas as formas de culto que os homens permitem a si mesmos inventar movidos por sua ingenuidade, mas que são contrárias ao mandamento de Deus. Quando Deus estabelece que tudo deve ser feito em consonância com sua norma, não nos é permitido fazer qualquer coisa diferente: Olha que faças tudo segundo o modelo; e: Vi que não faças nada além do modelo [Ex 25.40]. E assim, ao enfatizar a norma que estabelece, Deus nos proíbe afastar-nos dela, mesmo que seja um mínimo. Por essa razão, todas as formas de culto produzidas pelos homens caem por terra, bem como aquelas coisas a que chamam sacramentos, e contudo não têm sua origem em Deus.”…

João Calvino - Comentário em Hebreus, p.208

quarta-feira, 22 de março de 2017

* O que é e o que faz um Assistente Social? Definição


carreira em Serviço Social tem foco na coletividade e integração do indivíduo na sociedade. O profissional dessa área é chamado de Assistente Social e atua no combate às desigualdades da sociedade,  analisando, acompanhando e propondo soluções para melhorar as condições de vida tanto de crianças e adolescentes quanto de adultos.
O Assistente Social age de forma direta em vários campos e instituições da sociedade, podendo desenvolver atividades nos domínios privados, governamentais e não governamentais, em áreas como:
  • Educação
  • Saúde
  • Gênero
  • Família
  • Trabalho
  • Habitação
  • Assistência
  • Lazer
  • Reabilitação
  • Sistemas penitenciários
  • Previdência social
A profissão de Serviço Social é regulamentada e, para exercê-la, necessário cursar a graduação em Serviço Social em faculdade reconhecida pelo MEC e obter o registro no Conselho Regional de Serviço Social.

O curso de Serviço Social

A curso de Serviço Social é oferecido nas modalidades bacharelado e licenciatura e tem duração média de quatro anos. O objetivo é formar profissionais capazes de entender e analisar a dinâmica social e as dificuldades individuais e comunitárias.
Além disso, o Serviço Social busca o fortalecimento das relações sociais, estabelecendo políticas que promovam a igualdade entre os indivíduos e a  justiça social.
Desde o início do curso, o estudante realiza trabalhos de campo em comunidades e espaços institucionais como escolas, sindicatos, ONGs, creches e cooperativas. O estágio supervisionado é obrigatório.

Mercado de trabalho

O assistente social tem sido amplamente procurado para trabalhar em equipes multiprofissionais de diferentes setores. A grande maioria dos assistentes sociais brasileiros, segundo o Conselho Federal de Serviço Social, trabalha no setor público, em órgãos municipais, estaduais e federais.
Este profissional pode ainda trabalhar como autônomo (prestando consultoria sobre políticas sociais, por exemplo), ou integrar equipes multidisciplinares em empresas privadas, ONGs, associações, movimentos sociais, universidades (como docente ou pesquisador), institutos técnicos, escolas, creches e hospitais, entre outros.
Devido à desigualdade de renda e ao crescimento de políticas de inclusão e de acesso da população aos serviços básicos para o cidadão, existe uma demanda crescente por assistentes sociais no Brasil.

* O Mundo Precisa é de Pessoas Pensantes e de Ação - Michael Rossane


As pessoas estão sempre prontas a apontarem um motivo e uma resposta para todos os problemas da humanidade, mas poucos buscam alternativas pra sanar esses problemas, ou seja, falar é mais fácil do que movimentar, fazer, pensar, criar, e solucionar. E o que o mundo precisa é de pessoas que pensam, pessoas de ação e de coragem. A vida se torna menos medíocre quando olhamos menos para nós e mais para o próximo. #Pense nisso!

Michael Rossane


terça-feira, 21 de março de 2017

* Abimeleque - Juízes 9


Abimeleque foi o filho de Gideão. Esse nasceu de uma concubina que viera de Siquém (Jz 8.31). Logo depois da morte desse renomado juiz, os israelitas novamente voltaram a adorar Baal e recusaram-se a demonstrar qualquer consideração pela sua família e pelos seus descendentes (Jz 8.34,35). Abimeleque então voltou para Siquém, a cidade de sua mãe, e conseguiu apoio (Jz 9.). 

Com o dinheiro  que lhe deram, contratou alguns bandidos que assassinaram 70 dos filhos de Gideão, menos Jotão, o menor de todos. Ele então governou sobre Israel por três anos (Jz 9.22); algum tempo depois, "enviou Deus um espírito mau entre Abimeleque e os cidadãos de Siquém, os quais procederam aleivosamente contra Abimeleque, para que a violência praticada contra os setenta filhos de Jerubaal, como também o sangue deles, recaíssem sobre Abimeleque" (Jz 9.23,24). Como os cidadãos da cidade rebelaram-se contra ele, esse filho bastardo de Gideão e suas tropas derrotaram a cidade numa batalha e em seguida marcharam contra a localidade mais próxima,Tebes. Exatamente quando parecia que derrotariam também essa outra cidade, uma mulher, escondida numa torre fortificada, atirou uma pedra de moinho na cabeça de Abimeleque (Jz 9.53; 2 Sm 11.21). Envergonhado por ser derrotado por uma mulher, pediu ao seu próprio escudeiro que o matasse. 

O escritor de Juízes acrescenta que dessa maneira Deus trouxe juízo tanto sobre Abimeleque, por ter matado 70 dos seus irmãos, como também sobre os siquemitas, por sua rebelião original contra a casa de Gideão (Jz 9.56,57). 

Livro: Quem é Quem na Bíblia Sagrada. 

✔ Comentários Bíblicos Selecionados:

A história de Abimeleque em Juízes 9 é muito densa e está cheia de detalhes significativos que fazem muita diferença. 


Veja alguns:

1. Siquém Tão logo Gideão foi enterrado, Abimeleque foi a Siquém para tentar induzir seus parentes, que haviam sido proeminentes cidadãos da cidade, a ajudá-lo a obter a mesma autoridade que seu pai exerceu (CBASD  vol. 2, p. 370).

2. Sou osso e carne vossa É possível deduzir, destas palavras, que a mãe de Abimeleque e sua família fossem cananeias. Explicaria a adoração de Baal-Berite em Siquém, velha cidade cananeia, e a facilidade daquele malandro conseguir a simpatia do povo local (Bíblia Shedd), carvalho memorial Cf. Js 24.26. Lugar de longa adoração sagrada (cf. Gn 35:4), dando à proclamação do reinado de Abimeleque um cunho religioso (Bíblia Shedd).

4. Casa de Baal-Berite. Enquanto Gideão iniciara a carreira mostrando a futilidade da adoração a Baal, seu filho Abimeleque começa com uma doação do templo de Baal e com o assassinato de todos os seus irmãos. Esse é o resultado final da poligamia, ambição e falta de religiosidade. Há pouca afeição e muito ciúme nas famílias polígamas (CBASD, vol. 2, p. 370).

5. matou seus irmãos Era desta forma que os usurpadores asseguravam o trono; uma pessoa que não tinha direito ao trono eliminava todos os que possuíam esse direito, para que não houvesse competidores. Os déspotas antecipavam as conspirações e matavam todos os seus irmãos e parentes mais próximos (CBASD, vol. 2, p. 370).

Estes meio irmãos herdaram as propriedades e liderança de Gideão. Abimeleque não compartilhara a herança porque a sua mãe era uma concubina (comparar 11:1-2). Sem dúvida alguma ele estava enciumado. Então ele apelou para os parentes siquemitas para ajudá-lo a eliminar os seus irmãos para que ele pudesse assumir a liderança e transferi-la para Siquém. Isto demonstrou extrema ingratidão à família de Gideão, o libertador de Israel (8:35) (Andrews Study Bible).


Jotão Literalmente, “Yahweh é perfeito”. O fato de Gideão ter escolhido esse nome para seu 70º filho indica que permaneceu um crente fiel ao Senhor apesar da estola sacerdotal que fizera (CBASD, vol. 2, p. 370).


6. proclamaram Abimeleque rei Esta foi a primeira experiência de reinado israelita, muito antes do rei Saul (1 Sm. 8-11). O fato de ter ela sido desastrosa deveria ter ensinado aos israelitas que um reinado humano não era uma boa ideia (Andrews Study Bible).

8. Ungir para si um rei Jotão estava familiarizado com o desejo do povo de ter um rei, não apenas para ser como as nações vizinhas, mas porque reconheciam que os frequentes reveses nas mãos dos inimigos se deviam a falhas na forma de liderança, enquanto que seus sofrimentos [na verdade] eram consequência de sua apostasia (CBASD, vol. 2, p. 371).

14. espinheiro Nada produzia de valor; pelo contrário, ameaçava a lavoura, afogando as plantas novas (cf. Mt 13.7) (Bíblia Shed).

15. Debaixo de minha sombra baixa e quase sem madeira ou folhagem, pouquíssima sombra podia oferecer (Bíblia Shed).
Com seriedade, o tolo espinheiro faz um convite absurdo. Os galhos baixos não proporcionam sombra e são cheios de espinhos. É uma ironia mordaz. Representa o absurdo da situação em que se encontram os siquemitas. Jotão diz ao povo que Abimeleque não pode lhes proporcionar mais proteção que a sombra e proteção que o arbusto de espinheiro pode prover à oliveira e à figueira. Era a promessa sem possibilidade de cumprimento (CBASD, vol. 2, p. 372), saia do espinheiro fogo. Os espinheiros se constituíam em causa constante de incêndios porque se inflamavam com facilidade, e o fogo se espalhava rapidamente (Êx 22:6; cf. Sl 58:9; Is 9:18). … Esse é o resumo da moral da parábola: homens fracos, inúteis e perversos serão sempre os primeiros a se lançar ao poder, e, no final, trarão ruína sobre si e sobre as pessoas infelizes sobre as quais presidiram 
(CBASD, vol. 2, p. 372).

24. vingança. Como a ira de Deus impõe sua justiça (Rm 1.18), o pecado do assassínio dos inocentes filhos de Gideão não podia deixar de ser punido. A lei de Deus é: “Como Ele fez, assim lhe será feito” (Lv 24.19). Somente por Cristo, que pagou nossa culpa, escapamos à terrível vingança de Deus sobre nossos pecados (Rm 3.23-25) (Bíblia Shed).

25. Puseram … de emboscada. Possivelmente Abimeleque residiu em Ofra depois de ter eliminado seus irmãos. Os homens de Siquém, insatisfeitos, armaram emboscadas esperando capturar Abimeleque quando estivesse escoltado por poucos homens. Enquanto aguardavam sua vítima, os impiedosos homens que formavam a emboscada assaltavam a todos os viajantes e caravanas que passavam por ali. Na região rural logo se formou uma situação de insegurança que prejudicou o prestígio e a popularidade de Abimeleque (CBASD, vol. 2, p. 373).

27. saíram ao campo. No fim do verão (nosso mês de outubro) se celebrava a grande festa do Ano Novo entre os cananeus, e a Festa dos Tabernáculos entre os hebreus. Esta última, sob influência dos cananeus, substituiu a Páscoa, como a grande festividade popular, até as reformas realizadas por Ezequias e Josias (2 Rs 23.12ss; 2 Cr 30.1ss) (Bíblia Shed).

28. Zebul o seu oficial “Não estamos sendo governados por Abimeleque”, ele disse, “mas por Zebul, seu subalterno”.  (CBASD, vol. 2, p. 374).
filho de Jerubaal Gaal, astutamente, traça a linha de Abimeleque pelo pai, ao invés da mãe, natural de Siquém. … Gaal se apresenta como defensor da velha religião cananéia (Bíblia Shed).


30. Zebul, governador da cidade, Abimeleque não fez de Siquém a sua capital, mas sim a cidade de Arumá (41), maior que a primeira; quem governava a Siquém era Zebul, seu delegado. Zebul, com suas forças armadas, serviu de “quinta coluna” contra os planos de Gaal (Bíblia Shed).

36. desce gente das colinas. A astúcia de Zebul é notável. O plano sugerido a Abimeleque (32, 33), suas palavras proferidas para acalmar a suspeita d Gaal e, finalmente o desafio, “Saí, pois, e peleja contra ele” (38), diante do qual Gaal teria de lutar ou ficar completamente humilhado, revelavam a inteligência de Zebul (Bíblia Shed).

42. Saiu o povo. Pressupõe que o assunto ficava encerrado depois da conquista de Gaal e suas forças, mas Abimeleque ainda quis reprimir ao povo de Siquem (Bíblia Shed).

43. e os feriu. É difícil compreender como os habitantes de Siquém ingenuamente creram que Abimeleque estaria satisfeito com o banimento de Gaal e que sua vitória inicial não seria seguida por um ataque à cidade (CBASD, vol. 2, p. 376).

45. Semeou de sal. Era prática, na antiguidade, que assegurava a desocupação da área por muito tempo, sendo, por este rito, amaldiçoada e tornada improdutiva. Siquém só veio a ser edificada de novo durante o reinado de Jeroboão, um século e meio mais tarde (Bíblia Shed).

49. e queimaram. A profecia de Jotão foi cumprida literalmente. Saiu fogo do espinheiro-rei e destruiu o povo de Siquém (v. 20) (CBASD, vol. 2, p. 376).

53. Pedra superior de moinho Lit “pedra a cavalgar”, com cerca de 6 cm de grossura e 50 cm de diâmetro. Moer era uma tarefa das mulheres (Bíblia Shed).
Quebrou o crânio. A palavra para “crânio” aqui é gulgoleth, de onde vem Gólgota, local onde Jesus foi crucificado
 (CBASD, vol. 2, p. 377).

54 Mata-me. Uma desgraça que a todo custo se devia evitar seria a de morrer por mão de mulher (4.21n).

Para que não se diga de mim Abimeleque, momentos antes de sua morte, considerou o que as pessoas pensariam de sua vida, porque essa é a base na qual a posteridade julga uma pessoa. Os assuntos a que as pessoas são mais sensíveis muitas vezes não são os que mais importam. Aqueles que cultivam apenas o orgulho e a ambição normalmente morrem como vivem: mais preocupados com que a reputação seja preservada do que em salvar sua alma da destruição
 (CBASD, vol. 2, p. 377). O moço o atravessou. O primeiro homem que procurou reinar sobre Israel e o primeiro rei, Saul, quiseram morrer do mesmo modo (ver I Sm 31:3, 4) (CBASD, vol. 2, p. 377).

56. Deus fez tornar. A mão de Deus tornou a maldição de Jotão (cf v 20) uma realidade. O escritor inspirado não se preocupa com as causas secundárias, sendo que as causas primárias e finais são controladas por Deus (Bíblia Shed).

Estas palavras apresentam a moral de todo o registro. O autor cria profundamente que Deus controla os eventos históricos, punindo tanato os crimes nacionais quanto os individuais. O assassino dos filhos de Gideão “sobre a rocha” é morto por uma pedra que atingiu sua cabeça, e os ímpios siquemitas, que, com a ajuda de Abimeleque, haviam utilizado o dinheiro do templo para contratar assassinos de homens bons, foram queimados no mesmo templo. A maldição de Jotão foi completamente cumprida. 


Fonte: Reavivados por Sua Palavra 

sexta-feira, 17 de março de 2017

* Ronaldo Lidório / Biografia & Artigos


Ronaldo Lidório é mineiro da cidade de Nanuque. Converteu-se a Cristo aos sete anos e aos 14 foi despertado para o trabalho missionário. Após completar 18 anos, ingressou em um seminário teológico e casou-se um mês depois de comemorar seu 23º aniversário. Com três anos de casado, foi morar, junto com sua esposa, em uma aldeia africana no interior de Gana para prestar assessoria à igreja Konkomba e consultoria antropológica e missiológica a países da África e da América do Sul. Após sete anos de dedicação, entregou o Novo Testamento traduzido inteiramente para uma das línguas dos Konkomba.
Desde 2001, Lidório e sua esposa Rossana, tem se dedicado ao plantio de igrejas, à análise lingüística e tradução da Bíblia e ao desenvolvimento humano e social na Amazônia indígena.
Atualmente trabalha entre os índios na região amazônica. O Rev. Ronaldo Lidório é missionário presbiteriano (APMT) e membro da Missão AMEM. Trabalha também como consultor voluntário na geração de estratégias para alcançar grupos animistas em diversos países. É doutor em Antropologia Cultural e autor dos livros Entre Todos os Povos, Konkombas, Novas Fronteiras, entre outros.”

            


   ARTIGOS   

 * Missões - O Desafio Continua / Livro de Ronaldo Lidório


KonKombas Livro de Ronaldo Lidório - Lançamento


A Reforma e a Missão / Ronaldo Lidório


Introdução à Antropologia Missionária / Ronaldo Lidório



* Os Principais Desafios na Plantação de Igrejas na Atualidade Ronaldo Lidório


Introdução à Antropologia Missionária / Ronaldo Lidório


Padrões Gerais de Sustento Missionário em Alguns Países! Igreja Relevante.



* Vocacionados - E-book 





* Padrões Gerais de Sustento Missionário em Alguns Países! Igreja Relevante.


🛩 Padrões Gerais de Sustento Missionário em Alguns Países! Igreja Relevante.

1) No noroeste africano as pequenas Igrejas tribais plantam campos de arroz coletivamente. Quando 5 ou 6 campos são plantados eles separam o melhor deles para "Missões". O arroz produzido naquele campo é vendido e enviado a crentes que habitam em outras tribos com o intuito de levar até ali o evangelho. 
- Ronaldo Lidório

2) No Sul da Índia há o costume de famílias de missionários serem "adotadas" por um grupo de famílias de uma determinada região que os sustentam de acordo com o seu padrão médio de vida. 
- Ronaldo Lidório

3) Na China vários crentes separam uma árvore em seu pomar, um dia de trabalho por semana ou uma galinha em seu galinheiro onde o lucro é destinado ao trabalho missionário. 
- Ronaldo Lidório

4) Na Indonésia algumas aldeias criaram o "dia da oferta" e todos naquele dia trazem parte da colheita afim de enviarem e sustentarem seus missionários. 
- Ronaldo Lidório

5) Em Portugal uma pequena igreja no Porto desenvolve um projeto escolar no templo ajudando a comunidade local e destinando o lucro para o sustento de projetos missionários nacionais e transculturais. 
- Ronaldo Lidório

6) Algumas Igrejas coreanas defendem que, havendo fidelidade nos dízimos, a Igreja local ver-se-á sempre em condições de sustentar condignamente a obra missionária proposta. 
- Ronaldo Lidório

7) Algumas igrejas pelo Brasil, dedicam uma grande parte de seus cultos durante o ano, promovendo Seminários e Conferências missionárias no despertamento e compromisso missionário e dando suporte aos missionários em campos através das arrecadações. 
- Michael Rossane

8) Muitas igrejas têm usado de criatividade para reunir fundos para a manutenção do trabalho de missões, realizando eventos, cantinas missionárias, almoços etc. São igrejas poderosamente abençoadas por Deus. Os resultados dos trabalhos são comprovados com vidas se rendendo aos pés do Senhor Jesus. Investir em Missões é investir em vidas. Vidas sendo salvas pelo Senhor Jesus. Sem dinheiro não é possível realizar Missões. Contribuir com Missões é ajuntar tesouros no céu. (Mt 6.20). 
- Ingrid Cicca

Existem três modos de nos envolvermos com a obra de missões: primeiro, indo ao campo missionário; segundo, orando por aqueles que estão no campo; terceiro, sustentando o obreiro financeiramente.

E SE FOSSE VOCÊ?

E SE FOSSE VOCÊ?

Postagens populares

.

DOUTOR DA IGREJA GREGA - MAIOR PREGADOR DA IGREJA PRIMITIVA - MESTRE DA RETÓRICA, DA HOMILÉTICA!

DOUTOR DA IGREJA GREGA - MAIOR PREGADOR DA IGREJA PRIMITIVA - MESTRE DA RETÓRICA, DA HOMILÉTICA!
Você deseja honrar o corpo de Cristo? Não o ignore quando ele está nu. Não o homenageie no templo vestido com seda quando o negligencia do lado de fora, onde ele está malvestido e passando frio. Ele que disse "Este é o meu corpo" é o mesmo que diz "Tu me vistes faminto e não me destes comida" e «quantas vezes o fizestes a um destes meus irmãos mais pequeninos, a mim o fizestes» (Mateus 25:40)... Que importa se a mesa eucarística está lotada de cálices de ouro quando seu irmão está morrendo de fome? Comeces satisfazendo a fome dele e, depois, com o que sobrar, poderás adornar também o altar.

João Crisóstomo, Comentário sobre Mateus

.

♛ Uma das características mais recorrentes das homilias de João Crisóstomo (347-407) é sua ênfase no cuidado com os necessitados. Ecoando temas do Evangelho de Mateus, ele exorta os ricos a abandonarem o materialismo para ajudar os pobres, empregando todas as suas habilidades retóricas para envergonhar os ricos e obrigá-los a abandonar o consumismo mais conspícuo:


“Honras de tal forma teus excrementos a ponto de recebê-los em vasilhas de prata quando outro homem criado à imagem de Deus está morrendo de frio?”


— João Crisóstomo